7.29.2013

Aula de Caligrafia

No ano passado fui a um evento da Martha Stewart na Grand Central, um dos meus predios favoritos em NY. Chamava-se "American Made", e la conheci varios artesaos e empresas. Queria MUITO ter feito um post a respeito mas o tempo passou e eu nao fiz  :(. Quem quiser ter uma ideia do que foi  pode clicar aqui.

Uma das empresas que estavam expondo e fazendo apresentacao de seus produtos foi a Bellocq Tea. Estavam fazendo degustacao dos chas e eu fiquei fascinada nao so pelo aroma e sabor como pela apresentacao. As embalagens deles sao LINDAS! Passei a seguir a empresa no Instagram (@bellocq) e mais tarde comprei um cha deles tbm, o delicioso e benefico Rooibos.


Recentemente, pelo feed do Instagram, soube que a Bellocq iria receber uma caligrafa da California - Maybelle Imasa - no atelier para um workshop. Fui olhar o perfil da caligrafa no Instagram e depois seu site  e amei o que vi.

Estava toda animada para me inscrever mas havia um comentario dizendo que as duas aulas disponiveis estavam lotadas, quem quisesse poderia tentar uma lista de espera. La fui eu pra fila...
Amo tudo relacionado a 'grafia", ja comprei penas e apostilas mas sentia que precisava de alguem ao vivo na minha frente pra eu comecar a entender melhor.
A ansiedade era tao grande que eu questionei Maybelle se ela nao poderia abrir uma nova turma com a quantidade de inscritos pra lista de espera. Ela me respondeu que sim, so dependia de conseguir espaco.
Corri atras de alguns lugares que imaginei que poderiam se interessar: Center for the Book Arts - que infelizmente nunca me respondeu - e o Westbeth Center.
Por ser um lugar com custo acessivel de locacao de salas, cada data do Westbeth que pediamos ja estava ocupada. Com isso, nao foi possivel agendar essa turma extra a tempo.
Ainda bem...
A dois dias da data da aula no Bellocq - que eu so ficaria na vontade de assistir - recebi um email super gentil da Maybelle dizendo que eu tinha sido muito atenciosa com ela, buscando uma locacao para as aulas extras, e entao ela havia conseguido uma vaga para mim na turma da tarde no atelie de cha.
Por conta da minha rotina e umas questoes pessoais naquela data, achei que nao poderia ir e com muita do agradeci a oferta mas recusei. Mais tarde, algo me dizia que eu iria me arrepender muito se nao fosse a aula.
Escrevi na madrugada anterior a data perguntando se a vaga ainda estaria disponivel.
Logo cedo Maybelle respondeu que a vaga ja estava ocupada, mas que ela daria um jeito e queria muito que eu fosse - uma fofa!!!
Me arrumei e larguei tudo em casa para ir ate o Brooklyn ter a aula.
A regiao - Greenpoint - parece um "fim de bairro", com galpoes, caminhoes, terrenos e predios antigos de tijolos bem escuros. Na parede de um desses predios, um B em metal mostrava a entrada do atelie de chas: um ambiente acolhedor e agradavel, com paredes beringela e moveis de madeira. A luz do lugar eh incrivel,  a atmosfera perfeita pro produto que vendem.
A classe estava ja preparada para comecar. Maybelle abriu um enorme sorriso e nao economizou agradecimentos pela minha presenca... fiquei ate sem graca, afinal, foi ela quem fez a gentileza de conseguir a vaga na aula para mim!
Cada aluno recebeu um kit muito caprichado: um folder com um caderno de pratica, uma folha em letterpress com exemplo do alfabeto, exemplos de textos em caligrafia artistica, uma folha-guia para colocarmos sob as folhas onde iriamos escrever,  folhas de papel translucido e papel preto para a aula, sugestoes de sites, livros, lojas, uma folha com etiquetas impressas para escrevermos com a nova habilidade que iriamos adquirir =)...

e uma peca em madeira super fofa, desenvolvida por ela, com o nome de cada aluno. Essa peca possuia dois potinhos de tinta encaixados para nao cairem - um preto e um branco - e uma depressao para o encaixe da pena, que tambem fazia parte do kit.  Completando o kit, um vidro de tinta preta com uma etiqueta charmosa.
Comecamos a aula com apresentacoes. Fotografas, diretoras de arte, event planners, designers de joias - esse era o perfil basico das alunas. Sim, so mulheres - o unico homem presente era um dos donos do Bellocq, Michael Shannon.


A aula comecou com explicacoes sobre o kit, papeis e penas, e sobre o tipo de caligrafia que Maybelle "defende"- a imperfeita. Segundo ela, os professores de caligrafia sao bastante exigentes, e a letra precisa estar na inclinacao perfeita, ter a espessura perfeita, etc. Ela ja admira quando o artista coloca um pouco 'dele"na tecnica, deixando seu estilo e sua marca e eu achei isso o maximo!

Logo comecamos os exercicios de aquecimento. Parece facil... mas nao eh! Ao menos nao foi para mim. Quando a pena sobe, ela deve tocar levemente o papel. Quando a pena desce, voce precisa fazer um pouco de forca para que ela "abra"e deixe fluir mais tinta - da ate para ouvir o barulho do aco raspando no papel - criando espessuras diferentes nas linhas. Isso deve ser feito de forma lenta. E suave na subida. Duas coisas que, para mim, nao sao naturais: eu escrevo muito rapido e faco forca demais com a mao, sempre.


Comecamos com o 'S", depois com o "E"minusculo em sequencia. O exercicio final antes das letras foi um "8"de lado, e esse eu consegui fazer de forma natural imediatamente, e achei que ficou bem bonitinho =)
A aula basicamente foi a sequencia do alfabeto, com letra a letra sendo repetida varias vezes. Como eh dificil voce copiar a letra de outra pessoa! Como Maybelle explicou, temos uma especie de "memoria muscular", e precisamos treinar para que nossa mao se movimente da forma que queremos.


Durante a aula serviram chas (delicioooosos), e no break tivemos finger food oferecido por uma das alunas (mas que eu nao comi nem fotografei pq nao queria parar de escrever)


As sobremesas foram um capitulo a parte. Sim, para elas eu parei, mas pq eu queria descobrir o que eram e admirar a apresentacao. Todas preparadas por Heidi Johannsen Stewart, uma das donas do Bellocq e ex food editor, recipe creator e food stylist da Martha Stewart Living - como eu iria perder essa oportunidade?
Eton Mess (praticamente uma variacao da pavlova - merengue, chantilly e frutas, que descobri que tem esse nome pq eh uma tradicao ser servido no tradicional Eton College, na Inglaterra  - achei essa receita da Nigella)

e Buttermilk Panna Cotta com damascos curtidos em cha (receita aqui). Esse eu provei e estava delicioso, a flor de camomila como decoracao... que charme! Quero muito fazer!
Durante a aula varias pessoas pediam que Maybelle desenhasse uma letra, ou que escrevesse uma palavra para que elas pudessem ver o movimento da mao. Adoro a tinta branca sobre o papel preto!
Aqui, ela escreveu o nome do atelier... na mao dela parece tao simples e facil!!

Tres horas de aula passaram muito rapido. Se durasse 24 horas, acho que eu nao me cansaria nunca do momento: do exercicio da pena sobre o papel, do cha que continuaram servindo, um mais perfumado que o outro, do ambiente lindo e charmoso do atelie, da beleza das sobremesas, e do tempinho so meu, que eu estava muito precisando. Foi praticamente uma meditacao criativa. Foi sorte nao ter conseguido o espaco para aulas extras, pois certamente ele nao teria o mesmo charme da foto abaixo:
foto by Corbin Gurkin
Eu estou no primeiro lugar a esquerda =)

Na hora de irmos embora, uma surpresa: um drink de despedida, bem geladinho, feito com cha verde, menta, pedacos de pepino e St-Germain. Uma mistura perfeita de sabores e perfumes.


Tirei algumas fotos mais do atelie e suas embalagens de charme! Nao tinha como eu nao me apaixonar por esse espaco: o responsavel por ele, marido da Heidi, simplesmente eh o decorador que montou a Anthropologie de Londres!



E Maybelle mais uma vez agradeceu que eu fui (ela eh um doce!!), dizendo que eu ter conseguido ir fez com que o dia ficasse ainda mais especial. Como nao amar um dia assim???

Uma curiosidade que Maybelle nos contou: ao terminar seus primeiros cursos de caligrafia como aluna, ela resolveu enviar um cartao para a equipe da Martha Stewart, somente dizendo 'espero que gostem do meu trabalho". Por coincidencia, a editora que abriu o cartao iria se casar em breve e contratou Maybelle para fazer os seus convites de casamento! Com a publicacao de seu trabalho na revista outros trabalhos foram surgindo e ela faz ilustracoes para editoras e empresas variadas. Nao eh legal?
Agora, preciso reservar um tempinho para fazer licao de casa: caligrafia com pena todo dia!!
Beijos!!

Carla






5 comments:

Didi Iashin said...

As I am learning to make cards, I thought it would be wonderful to learn some calligraphy, for my handwriting is ... awful. Your exercises are wonderful& Bellocq is on my list, when I zrrive in NYC!!

Marilia Baunilha e Patch said...

Adorei sua postagem. Você é uma pessoa muito afortunada por ter tido essa oportunidade. E nós também somos por poder compartilhar sua experiência. Obrigada.

Beijos,

Eneida

Angélica Cirne said...

Que bom Carla você ter conseguido ir, que lugar lindo, que pessoa amável e gentil. Tudo de bom.

maybelle imasa said...

Thank you so much Carla! I enjoyed your post even though I could cannot read Portugese! Obrigada! xo Maybelle

Carla Cavellucci Landi said...

Dear Maybelle,
I'll send a translation for you!
You are very sweet and it was really a great day!!